Museu da Ci�ncia - Universidade de Coimbra

Um sapato sui generis

Estávamos em finais do século XIX (1880 e 1882), altura em que chegam à Universidade de Coimbra, a pedido de Júlio Henriques, então Diretor do Museu e Jardim Botânico, várias remessas de objetos remetidas por José Alberto Homem da Cunha Corte Real, Secretário-Geral do Governo de Macau e Timor. Com inequívoco interesse pela Botânica destes territórios, Henriques solicita e recebe, para além de sementes e plantas, um conjunto muito alargado e representativo da etnografia de Macau e Timor (578 artefactos listados numa relação igualmente enviada por Corte Real) que passa a integrar o espólio do então Museu de História Natural da Universidade de Coimbra.

Deste conjunto faz parte este exemplar que hoje apresentamos, um sapato de lótus. Com a ajuda de uma faixa, procedia-se à compressão do pé que forçava os ossos dos tarsos, metatarsos e falanges dos pés para a região plantar, provocando deformações ósseas irreversíveis. Desde os primeiros anos de vida, as mulheres que pretendessem ascender socialmente eram submetidas a esta prática, que impedia o normal crescimento dos pés, sendo que, na fase adulta, não deveriam ultrapassar os 8 cm de comprimento.

Esta tortura apenas foi abolida em meados do século XX com a Revolução Chinesa.

Sapato Chi-pin | ANT.M.11

Mais informações

Local: Átrio do Laboratório Chimico [VISITAS SUSPENSAS]

Horário: 10H00 - 18H00

Entrada livre

Apoio:

Eventos relacionados


Objeto do mês - 2021
1 de Janeiro a 31 de Dezembro, 2021

Um Prato Republicano
1 a 28 de Fevereiro, 2021

Não é carne mas é peixe
1 a 31 de Março, 2021

A câmara do Egas
1 a 30 de Abril, 2021

Uma Vaca-loura que não é vaca!
1 a 31 de Maio, 2021

Do Pote de Vandelli ao modelo floral de Brendel
1 a 30 de Junho, 2021

Um cadinho arqueológico
1 a 31 de Julho, 2021

Frasco de reagentes do Laboratório Chimico
1 a 31 de Agosto, 2021

Bico de Bunsen, um queimador de gás
1 a 30 de Setembro, 2021