Museu da Ci�ncia - Universidade de Coimbra

Memórias feridas, corpos revelados

Memórias feridas, corpos revelados: Itinerários contra o esquecimento - a poliomielite e a Síndrome pós-pólio na Península Ibérica é uma exposição criada pelo Espacio de Cultura Científica da Universidade de Salamanca em colaboração com o Museu da Ciência Universidade de Coimbra.

No dia 21 de junho de 2002 foi declarada a erradicação da poliomielite na Região Europeia, uma doença viral que afetou fundamentalmente a infância durante grande parte do século XX, marcando-a com sequelas paralíticas. A sociedade apressou-se a apagar da memória o horror da epidemia e, ao fazê-lo, esqueceu também os que lhe sobreviveram. Ameaçados agora pelo aparecimento da síndrome pós-pólio, rebelam-se contra a invisibilidade, revelando com dignidade e orgulho os estigmas no corpo nu, as pegadas de uma legitimação imposta, uma memória coletiva contra o esquecimento de uma doença que ainda persiste em alguns países.

O Museu da Ciência celebra também os cinquenta e dois anos do Plano Nacional de Vacinação em Portugal que se iniciou com a vacina contra a poliomielite.

Cronologia da Poliomielite

MAIS INFORMAÇÕES

Preçário geral do museu

FICHA TÉCNICA

Direcção
Carlota Simões
Paulo Coelho
Pedro Casaleiro

Museologia e Conteúdos
Juan Antonio Rodríguez Sánchez
Miguel Battaner Moro
Pedro Casaleiro
Teresa Girão

Traduções
Pedro Casaleiro
Teresa Girão

Fotografia
Bernat Millet

Conservação
Gilberto Pereira

Programa Educativo
José Cid Gomes

Divulgação
Ana Maria Dias

Apoio Técnico
Rita Portugal

Colaboração
Ilídio Barbosa Pereira
Duarte França

Produção, Montagem e Design Gráfico
Espacio de Cultura Científica
Bolt



ORGANIZAÇÃO





APOIO